Impressões sobre o exame 70-450: PRO: Designing, Optimizing and Maintaining a Database Administrative Solution Using Microsoft SQL Server 2008

s6

Nome de exame pequeno, não é mesmo?

Ela só pode ser feita até final de Julho, então depois de adiar o máximo possível (nunca estive preparado) resolvi fazer! O maior aprendizado que fica é que umas cinco questões foram acertadas (quase certeza) graças a conversas que tive com um DBA sênior. E… deu certo! Estou feliz pois passar nesse exame era um objetivo pessoal, e graças a Deus, aos meus amigos DBA’s e ao material disponível na net (principalmente blogs) terminou-se a trilha das certificações MSSQL2008 pra mim🙂

Maiores informações neste link sobre o exame.

Algumas impressões rápidas sobre a prova (ou “o que eu ainda lembro de terça, rs”):

É uma prova de cenários, onde às vezes a questão não é escolher a certa e sim a mais certa, e por careça que parível os enunciados estavam muito mais moderados que as do exame 70-432.

Alta Disponibilidade (High Availability): Replicação teve participação intensa, principalmente sobre seus tipos. Saber que Database Snapshot não é um método de HA  e qual tipo de técnica não funciona quando um banco possui FILESTREAM ajudou também.

Segurança: Algumas questões sobre TDE e criptografia. Saber qual o melhor método pra criptografar uma coluna e qual é o melhor pra base inteira e como recuperar um banco criptografado com TDE em outra instância ajudou.

Backups: Novamente, umas duas questões sobre cenário. As duas, banco crashou e algo tem que ser feito. Carinho especial para Database Snapshots, se aparecerem na questão. Ela pode ter algo especial. E importante: Um comando bem pequena faz com que o backup em questão não atrapalhe as rotinas de log no LSN. É aquele backup mesmo, que a gente tira quando não se espera. Quem saber qual é o comando ganha a questão.

Monitoramento: A maioria das questões te dava uma lista de itens e perguntava a seguir qual era a melhor forma de capturar essas informações. O SQL Server oferece várias alternativas, mas existe sempre a melhor. Saber o que o Profiler, DMV’s, DTA e logs podem fazer ajuda demais aqui.

No mais, uma questão sobre SSIS (que eu vi em um treinamento! HA), uma sobre Linked Server + configuração de login e outra sobre quais as possibilidades de clusterização pra determinado cenário, e etc.

Bem , agora vou dar uma tempo pra ler mais sobre o funcionamento físico do SQL Server, testar mais as features e aprender mais ainda sobre o ‘poder de fogo’ que ele tem e ainda não conheço. Quando estiver um pouco mais preparado, vou tentar a trilha de certificação do SQL Server 2012 , começando pela Querying. Mas antes disso, preciso ler e estudar muito. E claro, parar de falar um pouco sobre certificações aqui e postar algum conteúdo relevante pra dizer que isso aqui é um blog técnico, rs.

A maior lição que eu tirei dessas certificações, é que o maior benefício que elas podem trazer, é  de incentivar o estudo. O problema é que dependendo do tempo que a pessoa tem, a teoria adquirida aí tem que ser malhada no braço, fazendo lab, simulando uns erros, testando, etc. Não acho viável tirar certificações se não houver sinergia entre a prática vs teórica, já que, de qualquer jeito, o que aprendemos a memória “esquece” aos poucos, imagina o que aprendemos e não colocamos em prática?

Abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s